Sumário de Conteúdo da GRI

_________________________________________

Sobre o relatório

G4-DMA

O Relatório Anual 2016 da Itaúsa apresenta a todos os públicos de interesse informações sobre a estratégia e o desempenho da companhia no último ano. O documento segue as Diretrizes G4 da GRI (Global Reporting Initiative), na opção Abrangente, que permite focar o relato em aspectos mais relevantes para o negócio e os públicos de relacionamento, com ênfase na declaração de aspectos de governança. G4-29 | G4-30 | G4-32

O conteúdo foi orientado pela matriz de materialidade da companhia, elaborada em 2014 a partir de um processo formal de escuta a especialistas do setor privado, imprensa, analistas de mercado, sociedade civil, organizações não governamentais e academia, assim como a visão de executivos da Itaúsa. Os temas materiais resultantes

desse processo são apresentados no gráfico a seguir e mais informações sobre a consulta podem ser obtidas neste link. G4-18 | G4-24 | G4-25 | G4-26 | G4-37

As informações apresentadas nesta publicação referem-se ao período de 1º de janeiro a 31 de dezembro de 2016 e estão alinhadas às entidades incluídas nas Demonstrações Contábeis da Itaúsa. O conteúdo foi aprovado pela Presidência da companhia e verificado por auditoria independente. Os dados econômico-financeiros foram consolidados de acordo com as práticas contábeis brasileiras, emitidas pelo CPC (Comitê de Pronunciamentos Contábeis) e aprovadas pela CVM (Comissão de Valores Mobiliários), e com a norma internacional IFRS (International Financial Reporting Standards). G4-17 | G4-28 | G4-33

MATRIZ DE MATERIALIDADE

 

Sumário de Conteúdo da GRI G4

G4-32

Conteúdos padrão gerais

  • Descrição
  • Seção/Observações
  • Omissão
  • Verificação Externa
Estratégia e análise
Perfil organizacional
  • G4-11
  • Os empregados elegíveis do Conglomerado estão cobertos por acordos coletivos. Para mais informações, consulte os relatórios anuais e de sustentabilidade das empresas controladas.
  • Sim
  • G4-12
  • Pela condição de holding pura, a Itaúsa não tem gastos significativos com fornecedores.
  • G4-15
  • Os principais compromissos assumidos pelas controladas abrangem: Pacto Global das Nações Unidas, CDP (Carbon Disclosure Project), Programa Na Mão Certa e Instituto Ethos de Responsabilidade Socioambiental. Para mais informações, consulte os relatórios anuais e de sustentabilidade das empresas controladas.
  • Sim
  • G4-16
  • As empresas participam ativamente de entidades setoriais, a exemplo de Febraban (Federação Brasileira dos Bancos), Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo), FSC (Forest Stewardship Council) e Abiquim (Associação Brasileira da Indústria Química). Para mais informações, consulte os relatórios anuais e de sustentabilidade das empresas controladas.
  • Sim
Aspectos materiais identificados e limites
  • G4-22
  • Não houve reformulação de dados previamente apresentados.
  • G4-23
  • Não houve alteração significativa do escopo e limite dos aspectos materiais.
Engajamento de stakeholders
  • G4-26
  • Além do engajamento realizado pela Itaúsa para o processo de materialidade (leia mais aqui), as empresas controladas possuem canais de relacionamento específicos e ações de engajamento com cada público. Para mais informações, consulte os relatórios anuais e de sustentabilidade das empresas controladas.
  • Sim
Perfil do relatório
Governança
  • G4-38
  • Veja a composição do Conselho de Administração da Itaúsa aqui. Para mais informações sobre esse órgão e a composição dos comitês de assessoramento, acesse o site institucional da Itaúsa.
  • Sim
  • G4-41
  • A Itaúsa adota as melhores práticas de mercado a fim de prevenir e administrar conflitos de interesse. O Acordo de Acionistas da Itaúsa define regras e parâmetros para que não ocorram conflitos de interesse entre os controladores da companhia. O regimento interno do conselho de Administração, por sua vez, prevê a abstenção de conselheiros em votações nas quais possa haver conflito de interesses. Processo similar é aplicado nas Assembleias Gerais, quando um acionista potencialmente tem interesse conflitante com a pauta de deliberação. Na participação dos Conselhos das empresas controladas, os representantes da Itaúsa também estão sujeitos às políticas específicas dessas empresas relacionadas ao tema. Para mais informações, consulte o Formulário de Referência da Itaúsa.
  • G4-44
  • A Itaúsa recomenda que suas controladas adotem o processo de autoavaliação do Conselho de Administração e estuda a adoção desse mesmo procedimento em seu Conselho. Para mais informações, consulte o Formulário de Referência da Itaúsa e os das empresas controladas.
  • Sim
  • G4-48
  • O Diretor-Presidente é o mais alto executivo a aprovar o Relatório Anual.
  • G4-53
  • As opiniões de stakeholders acerca de remunerações são consideradas e levadas ao Comitê de Ética, Divulgação e Negociação, por meio de um canal que garante o direito ao anonimato e proteção, para posterior encaminhamento ao Conselho de Administração.
  • Sim
  • G4-54
    G4-55
  • A proporção entre a remuneração do mais alto executivo e dos demais empregados não é material, uma vez que a Itaúsa atua como holding pura. Para saber mais sobre as premissas e práticas de remuneração das empresas controladas, consulte os respectivos relatórios anuais e de sustentabilidade.
Ética e integridade

CONTEÚDOS PADRÃO ESPECÍFICOS

  • Descrição
  • Seção/Observações
  • Omissão
  • Verificação Externa
Categoria econômica
Desempenho econômico
  • G4-EC4
  • As empresas controladas receberam incentivos fiscais para investimentos sociais, conforme as Leis Rouanet e de Incentivo ao Esporte. Para mais informações sobre as controladas, consulte os respectivos relatórios anuais e de sustentabilidade.
Impactos econômicos indiretos
Categoria ambiental
Conformidade
  • G4-EN29
  • A Itaúsa não recebeu multas ou sanções relacionadas a não conformidades ambientais. Para informações sobre as controladas, consulte os respectivos relatórios anuais e de sustentabilidade.
Mecanismos de queixas e reclamações relacionadas a impactos ambientais
  • G4-EN34
  • A Itaúsa não recebeu queixas e reclamações relacionadas a impactos ambientais. Para informações sobre as controladas, consulte os respectivos relatórios anuais e de sustentabilidade.
Categoria Social - Práticas trabalhistas e trabalho decente
Mecanismos de queixas e reclamações relacionadas a práticas trabalhistas
  • G4-LA16
  • A Itaúsa não recebeu queixas e reclamações relacionadas a práticas trabalhistas. Para informações sobre as controladas, consulte os respectivos relatórios anuais e de sustentabilidade.
Categoria Social - Direitos humanos
Trabalho infantil
  • G4-HR5
  • O risco de ocorrência de trabalho infantil na Itaúsa e seus fornecedores não é significativo. Para informações sobre as controladas, consulte os respectivos relatórios anuais e de sustentabilidade.
Trabalho forçado ou análogo ao escravo
  • G4-HR6
  • O risco de ocorrência de trabalho forçado ou análogo ao escravo na Itaúsa e seus fornecedores não é significativo. Para informações sobre as controladas, consulte os respectivos relatórios anuais e de sustentabilidade.
Mecanismos de queixas e reclamações relacionadas a direitos humanos
  • G4-HR12
  • A Itaúsa não recebeu queixas e reclamações relacionadas a direitos humanos. Para informações sobre as controladas, consulte os respectivos relatórios anuais e de sustentabilidade.
Categoria Social - sociedade
Combate à corrupção
  • G4-SO3
  • Todas as operações da Itaúsa estão sujeitas aos instrumentos de controles internos e governança. Para informações sobre as controladas, consulte os respectivos relatórios anuais e de sustentabilidade.
  • G4-SO4
  • Todos os empregados tomam conhecimento do Código de Ética e Conduta. Para mais informações, consulte os relatórios anuais e de sustentabilidade das empresas controladas.
Políticas públicas
  • G4-SO6
  • Não foram realizadas doações a políticos ou partidos políticos, em conformidade com a legislação brasileira.
Concorrência desleal
  • G4-SO7
  • Não foram registradas ações judiciais contra a Itaúsa relacionadas a concorrência desleal. Para informações sobre as controladas, consulte os respectivos relatórios anuais e de sustentabilidade.
Conformidade
  • G4-SO8
  • A Itaúsa não recebeu multas ou sanções relacionadas a não conformidades sociais e econômicas. Para informações sobre as controladas, consulte os respectivos relatórios anuais e de sustentabilidade.
Mecanismos de queixas e reclamações relacionadas a impactos na sociedade
  • G4-SO11
  • A Itaúsa não recebeu queixas e reclamações relacionadas a impactos na sociedade. Para informações sobre as controladas, consulte os respectivos relatórios anuais e de sustentabilidade.
Categoria Social - responsabilidade pelo produto
Privacidade do cliente
  • G4-PR8
  • Indicador não aplicável para a Itaúsa, pois a companhia não possui clientes. Para informações sobre as controladas, consulte os respectivos relatórios anuais e de sustentabilidade.
Conformidade
  • G4-PR9
  • Indicador não aplicável para a Itaúsa, pois a companhia não possui clientes. Para informações sobre as controladas, consulte os respectivos relatórios anuais e de sustentabilidade.

Relatório de asseguração limitada dos auditores independentes sobre as informações de sustentabilidade constantes no Relatório Anual 2016

Aos Administradores
Itaúsa – Investimentos Itaú S.A.
São Paulo- SP

Introdução

Fomos contratados pela Itaúsa – Investimentos Itaú S.A. (“ITAÚSA” ou “Companhia”) para apresentar nosso relatório de asseguração limitada sobre a compilação das informações relacionadas com sustentabilidade constantes no Relatório Anual 2016 da ITAÚSA, relativas ao exercício findo em 31 de dezembro de 2016.

Responsabilidades da administração da Companhia

A administração da ITAÚSA é responsável pela elaboração e adequada apresentação das informações constantes no Relatório Anual 2016, de acordo com as diretrizes do Global Reporting Initiative (GRI-G4) e pelos controles internos que ela determinou como necessários para permitir a elaboração dessas informações livres de distorção relevante, independentemente se causada por fraude ou erro.

Responsabilidade dos auditores independentes

Nossa responsabilidade é expressar conclusão sobre as informações constantes no Relatório Anual 2016, com base no trabalho de asseguração limitada conduzido de acordo com o Comunicado Técnico CTO 01 – “Emissão de Relatório de Asseguração Relacionado com Sustentabilidade e Responsabilidade Social”, emitido pelo Conselho Federal de Contabilidade – CFC, com base na NBC TO 3000 - Trabalhos de Asseguração Diferente de Auditoria e Revisão, também emitida pelo CFC, que é equivalente à norma internacional ISAE 3000 - Assurance engagements other than audits or reviews of historical financial information, emitida pelo IAASB - International Auditing and Assurance Standards Board. Essas normas requerem o cumprimento de exigências éticas, incluindo requisitos de independência, e que o trabalho seja executado com o objetivo de obter segurança limitada de que as informações constantes no Relatório Anual 2016, tomadas em conjunto, estão livres de distorções relevantes.

Um trabalho de asseguração limitada conduzido de acordo com a NBC TO 3000 e a ISAE 3000 consiste, principalmente, em indagações à administração e a outros profissionais da Companhia que estão envolvidos na elaboração das informações de sustentabilidade, assim como na aplicação de procedimentos analíticos para obter evidência que possibilite concluir na forma de asseguração limitada sobre as informações tomadas em conjunto. Um trabalho de asseguração limitada requer, também, a execução de procedimentos adicionais, quando o auditor independente toma conhecimento de assuntos que o leve a acreditar que as informações, tomadas em conjunto, podem apresentar distorções relevantes.

Os procedimentos selecionados basearam-se na nossa compreensão dos aspectos relativos à compilação e apresentação das informações de sustentabilidade constantes no Relatório Anual 2016, de outras circunstâncias do trabalho e da nossa consideração sobre áreas em que distorções relevantes poderiam existir. Os procedimentos compreenderam:

(a) o planejamento dos trabalhos, considerando a relevância, o volume de informações quantitativas e qualitativas e os sistemas operacionais e de controles internos que serviram de base para a elaboração das informações constantes no Relatório Anual 2016 da ITAÚSA;
(b) o entendimento da metodologia de cálculos e dos procedimentos para a compilação dos indicadores mediante entrevistas com os gestores responsáveis pela elaboração das informações;
(c) aplicação de procedimentos analíticos sobre as informações quantitativas e indagações sobre as informações qualitativas e sua correlação com os indicadores divulgados nas informações constantes no Relatório Anual 2016;
(d) confronto dos indicadores de natureza financeira com as demonstrações financeiras e/ou os registros contábeis.

Os trabalhos de asseguração limitada compreenderam, também, a aplicação de procedimentos quanto à aderência às diretrizes do Global Reporting Initiative (GRI-G4) aplicáveis na compilação das informações de sustentabilidade constantes no Relatório Anual 2016.

Acreditamos que a evidência obtida em nosso trabalho é suficiente e apropriada para fundamentar nossa conclusão na forma limitada.

Alcance e limitações

Os procedimentos aplicados em um trabalho de asseguração limitada são substancialmente menos extensos do que aqueles aplicados em um trabalho de asseguração razoável, que tem por objetivo emitir uma opinião sobre as informações de sustentabilidade constantes no Relatório Anual 2016. Consequentemente, não nos possibilitam obter segurança razoável de que tomamos conhecimento de todos os assuntos que seriam identificados em um trabalho de asseguração que tem por objetivo emitir uma opinião. Caso tivéssemos executado um trabalho com o objetivo de emitir uma opinião, poderíamos ter identificado outros assuntos e eventuais distorções que podem existir nas informações de sustentabilidade constantes no Relatório Anual 2016. Dessa forma, não expressamos uma opinião sobre essas informações.

Os dados não financeiros estão sujeitos a mais limitações inerentes do que os dados financeiros, dada a natureza e a diversidade dos métodos utilizados para determinar, calcular ou estimar esses dados. Interpretações qualitativas de materialidade, relevância e precisão dos dados estão sujeitos a pressupostos individuais e a julgamentos. Além disso, não realizamos nenhum trabalho em dados informados para os períodos anteriores, nem em relação a projeções futuras e metas.

Conclusão

Com base nos procedimentos realizados, descritos neste relatório, nada chegou ao nosso conhecimento que nos leve a acreditar que as informações de sustentabilidade constantes no Relatório Anual 2016 da Itaúsa – Investimentos Itaú S.A. não foram compiladas, em todos os aspectos relevantes, de acordo com as diretrizes do Global Reporting Initiative (GRI-G4).

São Paulo, 11 de abril de 2017

PricewaterhouseCoopers
Auditores Independentes
CRC 2SP000160/O-5

Washington Luiz Pereira Cavalcanti
Contador CRC 1SP172940/O-6

Endereços

G4-5

Itaúsa – Investimentos Itaú S.A.
Sede: Praça Alfredo Egydio de Souza Aranha, 100
CEP – 04344-902
São Paulo – SP
www.itausa.com.br

Itaú Unibanco Holding S.A.
Praça Alfredo Egydio de Souza
Aranha, 100
CEP – 04344-902
São Paulo – SP
www.itau.com.br

Duratex S.A.
Av. Paulista, 1.938 – Terraço
CEP –01310-200
São Paulo – SP
www.duratex.com.br

Elekeiroz S.A.
Av. Paulista, 1.938 – 5° andar
CEP –01310-200
São Paulo – SP
www.elekeiroz.com.br

Itautec S.A.
Av. Paulista, 1.938 – 5° andar
CEP – 01310-200
São Paulo – SP
www.itautec.com.br

Diretoria de Relações com Investidores Itaúsa – Investimentos Itaú S.A.

Diretor de Relações com Investidores:
Alfredo Egydio Setubal
Av. Paulista, 1.938, 5º andar
CEP – 01310-200
São Paulo – SP
Fone: 55 11 3543-4177
Fax: 55 11 3543-4101
e-mail: relacoes.investidores@itausa.com.br

Central Investfone
3003-9285 Capitais e Regiões Metropolitanas
0800 720 9285 Demais localidades
Horário de funcionamento: de 2ª a 6ª feira, das 9h às 18 horas

Atendimento aos Acionistas

Belo Horizonte - MG:
Av. João Pinheiro, 195 – Subsolo – CEP: 30130-180

Brasília – DF:
SCS Quadra 2 – Edif. Palácio do Comércio, Bloco B, loja 9 – Térreo – CEP: 70300-500

Curitiba – PR:
R. João Negrão, 65 – Sobreloja – CEP: 80010-200

Porto Alegre – RS:
R. Sete de Setembro, 1069 – 3º andar – CEP: 90010-190

Rio de Janeiro – RJ:
Av. Almirante Barroso, 52 – 2º andar – CEP: 20031-000

Salvador – BA:
Av. Estados Unidos, 50 – 2º andar – Edifício Sesquicentenário – CEP: 40010-020

São Paulo – SP:
R. Boa Vista, 176 – 1º Subsolo – CEP: 01092-900

Créditos

Coordenação Geral | Diretoria de Relações com Investidores da Itaúsa

Colaboração | Equipe de Relações com Investidores do Itaú Unibanco, equipe de Relações com Investidores da Duratex, equipe de Relações com Investidores da Elekeiroz, equipe de Relações com Investidores da Itautec

Consultoria GRI, coordenação editorial e design | Usina82

Mais informações podem ser obtidas por meio do canal “Fale com RI”, em www.itausa.com.br, ou solicitadas pelo e-mail relacoes.investidores@itausa.com.br. G4-31