Quem somos


A Itaúsa foi constituída para centralizar as decisões financeiras e estratégicas de um conjunto de empresas, propiciando-lhes melhores condições de expansão. Operando nas áreas financeira e industrial, a Itaúsa mantém ainda relevantes instituições de caráter social.

A história do Conglomerado começou com o primeiro banco de investimento a se constituir no País. Denominado Banco Federal Itaú de Investimentos S.A., foi criado em 6 de maio de 1966, logo após essa área de atividade ter sido institucionalizada pelo Banco Central do Brasil. Surgiu como sociedade anônima de capital aberto, com o objetivo de realizar operações de participação ou de financiamento, a prazo médio e longo, para suprimento de capital fixo ou de movimento, mediante aplicação de recursos próprios, assim como angariação, intermediação e aplicação de recursos de terceiros e outras atividades que viessem a ser permitidas pelas autoridades monetárias.

Em novembro de 1970, teve sua denominação alterada para Banco Itaú de Investimento S.A. e, a partir de maio de 1973, passou a denominar-se Banco Itaú Português de Investimento S.A. Expandiu sua atuação na área específica de bancos de investimento, acumulando simultaneamente vultosa carteira de ações, tornando-se acionista significativo de várias instituições financeiras do Itaú. Com o desenvolvimento dessas instituições, tornou-se complexo para o Banco Itaú Português de Investimento S.A. manter a bipolaridade de sua atuação, como holding do conglomerado e como banco de investimento.

Dessa forma, reformulando seus objetivos, deixou de ser um banco de investimento para se tornar a empresa líder das Instituições Financeiras Itaú, uma holding liderando um conglomerado, à época, de mais de 50 sociedades. Na Assembléia Geral de 9 de dezembro de 1974, foi aprovada a alteração da denominação para Investimentos Itaú S.A. e do objeto social, que passou a ser o de apoiar as empresas privadas nacionais de cujo capital participava.

Em Assembléia Geral de 30 de abril de 1991, foi alterada a denominação social para Itaúsa - Investimentos Itaú S.A. O nome Itaúsa - Investimentos Itaú foi adotado a partir de 1991, incorporando assim, definitivamente, a sigla "Itaúsa" que o mercado consagrou.

As principais empresas controladas pela Itaúsa se destacam nos diversos setores de negócios a que se dedicam: Itaú Unibanco Holding S.A. e suas controladas Banco Itaú e Banco Itaú BBA, no segmento financeiro, e Duratex, Itautec e Elekeiroz, líderes de seus respectivos ramos industriais.

Como holding pura de capital aberto, a Itaúsa concentra todas as decisões financeiras e estratégicas, de forma que as empresas do Conglomerado tenham as melhores condições para se aplicar em suas atividades e expandir seus negócios. Assim, as controladas conseguem alcançar altos níveis de produtividade, capacitando seus colaboradores e desenvolvendo tecnologia para aprimorar permanentemente os produtos e serviços que oferece ao mercado.

Esse modelo também garante que os princípios que regem a holding sejam integralmente praticados nas empresas do Conglomerado. Valorização do capital humano, ética nos negócios e geração de valor para os acionistas são os valores incontestáveis que norteiam o trabalho dos colaboradores da Itaúsa e suas controladas.

Pelo 12º  ano, a Itaúsa foi selecionada para compor a carteira do Dow Jones Sustainability World Index (DJSI), principal ranking de sustentabilidade empresarial do mundo. Em sua edição 2015/2016, a carteira é integrada por 317 empresas de 26 países, das quais apenas 6 brasileiras – entre elas a Itaúsa e o Itaú Unibanco Holding S.A.. A Itaúsa obteve a maior nota do setor nos quesitos: "Política/Medidas Anticrime"; "Estabilidade Financeira e Risco Sistêmico", "Inclusão Financeira", "Reporte Social" e "Retenção e Atração de Talentos". Além disso, a Itaúsa, o Itaú Unibanco e a Duratex foram selecionados para compor a carteira Dow Jones Sustainability Emerging Markets Index.

Pelo nono ano, a Itaúsa foi selecionada para compor a carteira do Índice de Sustentabilidade Empresarial da BM&FBovespa (ISE).Também figuram nesta seleta lista o Itaú Unibanco e a Duratex. A nova carteira reúne 51 ações de 40 companhias, representando 19 setores que somam R$ 1,22 trilhão em valor de mercado, o equivalente a 49,87% do valor de mercado total das companhias com ações negociadas na BM&FBovespa (em 24/11/2014). Esta nova carteira passou a vigorar de 05 de janeiro de 2015 a 02 de janeiro de 2016.

O Itaú Unibanco Holding foi reconhecido pelo Carbon Disclosure Project - CDP Latin America, pelo segundo ano consecutivo, como uma das empresas Líderes em Transparência, de acordo com a metodologia global de pontuação do CDP (Scoring) aplicada ao questionário "Mudanças Climáticas Edição 2015".

Itaú Unibanco Holding

Com mais de 90 anos de história, o Itaú Unibanco é resultado da associação de duas instituições financeiras, Itaú e Unibanco, realizada em 2008. Atualmente, é o maior banco privado brasileiro, com R$ 1,3 trilhão em ativos e R$ 155,7 bilhões em valor de mercado ao final de 2015.

Atua nos segmentos de Banco de Varejo, Banco de Atacado e no segmento de Atividades com o Mercado e Corporação.

Em 2015, a fusão do Banco Itaú Chile com o CorpBanca resultou, em 1º de abril de 2016, no Itaú CorpBanca, que deverá operar sob a marca Itaú e será controlado pelo Itaú Unibanco por meio de uma participação acionária de 33,58% em seu capital social. Também no exercício, a Rede, uma das líderes no mercado brasileiro de meios de pagamento eletrônico, assinou contrato comprometendo-se a adquirir 50% do capital social da ConectCar Soluções de Mobilidade Eletrônica S.A., com o pagamento de R$ 170 milhões. A ConectCar é uma instituidora de arranjos de pagamento próprios e prestadora de serviços de intermediação de pagamento automático de pedágios, combustível e estacionamentos.

Duratex

Empresa líder no mercado brasileiro de materiais de construção e com 65 anos de história, a Duratex atua em duas divisões de negócios, nas quais fabrica e comercializa produtos que atendem aos setores de construção civil e moveleiro no Brasil e exterior. Na Divisão Madeira, com as marcas Durafloor e Duratex, fabrica painéis de MDF (Medium Density Fiber Board) e MDP (Medium Density Particle Board), chapas de fibra, pisos laminados e outros produtos. Já por meio Divisão Deca, são produzidos metais, acessórios, chuveiros e torneiras elétricas e louças sanitárias com as marcas Deca e Hydra e Hydra|Corona.

Em 2015, a Duratex adquiriu a Ducha Corona Ltda. e assumiu a vice-liderança no setor de chuveiros e torneiras elétricas, com 30% da capacidade do mercado. A transição está alinhada ao plano da empresa em crescer sua participação em setores sinérgicos na construção civil.

Elekeiroz

Pioneira na produção de diversos produtos químicos no Brasil, a Elekeiroz atua na segunda e na terceira gerações da cadeia química de transformação, com produtos utilizados por indústrias dos setores de construção civil, calçados e vestuário, tintas e vernizes, automotivo, agroindustrial e alimentício, entre outros. Fundada em 1894, completou 121 anos de existência em 2015.

É a única produtora integrada da América Latina de oxo-derivados (octanol, butanol, isobutanol e ácido 2-etil hexanoico), anidridos ftálico e maleico e diversos tipos de plastificantes, e líder em alguns segmentos de produtos. O diversificado leque de produtos é complementado por linhas de resinas de poliéster insaturado, algumas delas com matérias-primas de fontes renováveis, além de formaldeído, concentrado ureia formol e ácido sulfúrico.

Sua capacidade de produção excede as 500 mil toneladas anuais, em três unidades estrategicamente bem localizadas, uma em Várzea Paulista (SP) e duas no Polo Industrial de Camaçari (BA), próximas aos mercados consumidores e de fácil acesso a rodovias, ferrovias e portos.

Itautec

REPOSICIONAMENTO ESTRATÉGICO

Em continuidade ao processo de reposicionamento estratégico no mercado de TI iniciado em 2013, que incluiu a venda de 70% das operações dos segmentos de Automações e Serviços e a desativação paulatina do segmento de Computação, o Conselho de Administração da empresa aprovou, em reunião de 25.02.2015, a intenção da Itautec em exercer a opção de venda dos 30% de participação que possui na Oki Brasil Indústria e Comércio de Produtos e Tecnologia em Automação S.A., o que deverá ocorrer em janeiro de 2017, conforme previsto no Acordo de Acionistas.

A Itautec vem cumprindo o atendimento aos contratos, nos segmentos corporativo e governo, firmados em períodos anteriores a parceria estratégica com a Oki Brasil. Adicionalmente, a Itautec continua honrando os contratos de garantia e manutenção de equipamentos relativos à marca Itautec/Infoway, não acarretando qualquer inconveniente a seus clientes.
 

Clique aqui para ver a tabela dos Resultados acumulados no período

RESULTADOS - Acumulados no período (R$ milhões)
  2016 (IFRS) 2015 (IFRS) 2014 (IFRS) 2013 (IFRS) 2012(2) (IFRS) 2011 (IFRS) 2012 (IFRS) 2011 (IFRS) 2010 (IFRS) 2009(1) (IFRS) 2010 (BRGAAP) 2009 (BRGAAP) 2008 (BRGAAP) 2007 (BRGAAP) 2006 (BRGAAP) 2005 (BRGAAP) 2004 (BRGAAP) 2003 (BRGAAP) 2002 (BRGAAP) 2001 (BRGAAP)
ATIVOS 59.020 54.830 48.594 41.929 39.050 312.002 364.017 312.002 275.942 213.504 764.211 615.962 643.201 300.036 214.433 156.339 134.233 122.330 114.649 84.472
Patrimônio Líquido                                        
Controladora 47.729 44.847 39.226 33.131 30.027 29.341 30.027 29.341 26.159 23.189 23.743 19.785 16.592 15.676 12.842 9.754 8.879 7.636 6.389 5.055
Conglomerado 50.679 47.871 42.239 35.974 32.674 32.290 32.709 32.290 29.036 25.839 68.167 57.956 48.283 33.933 27.245 18.764 17.199 14.759 11.837 9.683
Lucro Líquido                                        
Controladora 8.211 8.868 7.911 5.698 4.539 4.837 4.539 4.837 4.417 4.362 4.953 3.930 2.700 3.988 4.486 2.297 1.962 1.561 1.537 1.183
Conglomerado 8.216 8.994 8.161 6.011 4.836 5.367 5.040 5.367 5.013 4.749 14.667 11.742 5.431 8.916 6.796 5.170 4.069 3.277 2.900 2.484
Receitas Operacionais 13.266 13.942 12.929 11.157 9.490 51.381 52.325 51.381 47.492 45.856 123.695 117.369 83.282 56.414 51.673 39.468 33.775 27.938 36.296 23.414
Dividendos / JCP Pagos (bruto)                                        
Controladora 4.315 3.035 2.546 2.151 1.904 1.859 1.904 1.859 1.635 1.407 1.636 1.407 1.597 1.340 1.302,00 891,8 696,8 613,2 414,6 394,7
Lucro Líquido da Controladora por ação 1,11 1,31 1,18 0,87 0,72 0,75 0,94 1,1 1,01 1,03 1,01 1,03 0,7 1,13 1,41 0,72 0,61 0,49 0,49 0,41
Valor Patrimonial da Controladora por ação 6,45 6,64 5,85 5,01 4,65 4,55 6,19 6,66 5,98 5,21     4,27 4,45 4,04 3,07 2,75 2,38 2,03 1,79
Rentabilidade (LL/PL) (%)                                        
Controladora 17,7 21,2 22,1 18,2 15,2 17,5 15,2 17,5 17,5 20,6 23 21,5 16,5 27,7 40,07 24,41 23,81 20,45 24,1 23,4
Conglomerado 16,6 20,0 21,1 17,6 14,9 17,6 15,4 17,6 17,9 21,2 23,4 22,1 14,4 28,8 30,15 28,43 25,54 22,2 24,5 25,6

(1) De 2009 a 2011 o Consolidado Itaúsa inclui consolidação de 100% das empresas controladas e consolidação proporcional do Itaú Unibanco
(2) A partir de 2012 o Consolidado Itaúsa inclui consolidação de 100% das empresas controladas e, os valores do Itaú Unibanco, passaram a ser avaliados pelo método de equivalência patrimonial

Em 2004, a BOVESPA criou o projeto Bolsa de Valores Sociais, objetivando promover o encontro entre Organizações Sociais que necessitem de recursos e investidores ou Companhias Abertas dispostos a apoiar seus programas e

Logotipo da Bolsa de Valores Socioambientais

A Itaúsa e o Itaú Unibanco tem o prazer de poder contribuir com mais essa iniciativa da BM&FBovespa, clique aqui para conhecer este projeto.